Home > ADVILLAGE > "Democracia em Vertigem" é indicado ao Oscar de Melhor Documentário

ADVILLAGE

13/01/2020 16:25 por Advillage

"Democracia em Vertigem" é indicado ao Oscar de Melhor Documentário

Filme de Petra Costa acompanha o processo de impeachment de Dilma Rousseff; cerimônia do Oscar está marcada para 9 de fevereiro, em Hollywood

DEMOCRACIA EM VERTIGEM
A cineasta mineira Petra Costa usou as redes sociais para agradecer e celebrar a indicação de seu “Democracia em Vertigem” entre os cinco filmes concorrentes na categoria de melhor documentário na 92ª edição do Oscar. O anúncio dos indicados em todas as 24 categorias foi feito nesta segunda-feira (13), em Los Angeles.

“Estamos absolutamente emocionados e extasiados por nossos colegas terem reconhecido a urgência deste filme, e honrados por estarmos na companhia de documentários tão importantes. Numa época em que a extrema direita está se espalhando como uma epidemia, esperamos que esse filme possa nos ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias. Está se tornando cada vez mais evidente o quanto o pessoal é político para tantos ao redor do mundo, e acredito que é por meio de histórias, linguagem e documentários que as civilizações começam a se curar. Gracias a todos que nos ajudaram, a cada passo, a construir essa história”, escreveu Petra no Facebook e no Instagram, em português e inglês. Ela também postou um texto mais curto no Twitter.

“Democracia em Vertigem” disputará a estatueta com outras quatro produções:

• “American Factory", de Julia Reichert e Steven Bognar (EUA)
• "The Cave", de Feras Fayyad (Síria/Dinamarca)
• "For Sama", de Waad Al-Kateab (Síria/EUA/Reino Unido)
• "Honeyland", de Tamara Kotevska e Ljubomir Stefanov (Macedônia do Norte)

“Democracia em Vertigem” acompanha a trajetória pessoal e política de Petra desde o primeiro mandato do presidente Lula até o processo que culminou com o impeachment de Dilma Rousseff, analisando a consequente crise política no Brasil. Como de hábito, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood estende os créditos aos produtores dos filmes. No caso de “Democracia...”, são eles Joanna Natasegara, Shane Boris e Tiago Pavan.

O filme teve estreia mundial em janeiro do ano passado, no Festival de Cinema de Sundance, e foi lançado pela Netflix em junho de 2019.

Este é o quarto filme de Petra Costa, de 36 anos. Os outros são Olhos de Ressaca” (2009), “Elena” (2012) e “Olmo e a Gaivota” (2015). Ela é a única brasileira que pode conquistar o Oscar este ano. "Dois Papas", dirigido por Fernando Meirelles, teve três indicações (ator, ator coadjuvante e roteiro adaptado), mas o brasileiro não entrou na lista de diretores.

A cerimônia do Oscar será realizada no dia 9 de fevereiro, no Dolby Theatre, em Hollywood.

Veja a lista completa de indicados aqui.

Siga-nos no Twitter

'
Enviando