Home > ADVILLAGE > José Roberto Maluf é confirmado na presidência da TV Cultura

ADVILLAGE

22/05/2019 16:00 por Advillage

José Roberto Maluf é confirmado na presidência da TV Cultura

Executivo foi eleito pelo Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta; emissora pública terá um “conselho de gestão”, presidido por Boni

TV CULTURA BONI MALUF
O empresário e executivo de televisão José Roberto Maluf foi confirmado como o novo presidente da Fundação Padre Anchieta (FPA), mantenedora da Rádio e TV Cultura de São Paulo. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (22) pelo governador João Dória, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Leia: José Roberto Maluf deve ser o novo presidente da TV Cultura.

Maluf foi eleito para presidir a FPA em assembleia realizada pelo Conselho Curador na última segunda-feira (20), e sucederá Marcos Mendonça, que ocupou o cargo por três vezes. Ele já foi diretor da TV Bandeirantes por 25 anos e vice-presidente executivo do SBT. Além disso, é fundador e presidente da Spring Editora, responsável por revistas como Rolling Stone, ESPN e America Economia.

O novo presidente da TV Cultura é um velho conhecido de Doria. Quando o atual governador presidiu a empresa municipal de turismo, a Paulistur, entre 1983 e 1986, Maluf fez parte da equipe de marketing. Muitos anos depois, em 2004, ele se tornou vice-presidente executivo do Grupo Doria.

Segundo o governo paulista, a meta é tornar a TV Cultura mais atrativa para os mercados de publicidade e de licenciamento, em busca de autonomia financeira “para investimento em programação de qualidade”. "Nossa intenção é ampliar a participação do setor privado no apoio à programação tanto da TV como da Rádio Cultura", afirmou Doria.

"Temos que colocar a TV Cultura em uma grande plataforma", disse Maluf, ao citar multinacionais de streaming de vídeo como alvo preferencial da nova gestão. "Vamos buscar no mercado mais audiência e faturamento, não necessariamente só o publicitário, mas também com licenciamentos", acrescentou.

Conselho Curador

O Conselho Curador, responsável por estabelecer as diretrizes da programação de acordo com as finalidades da fundação, terá como presidente o consultor de marketing Antonio de Pádua Prado Filho. Jorge da Cunha Lima, que foi presidente da FPA de 1995 a 2004, permanece como vice-presidente; e o jurista José Gregori, ex-ministro da Justiça no governo FHC, também continua como secretário do colegiado.

O Conselho Curador compõe-se de 47 membros, dos quais três são vitalícios (Fábio Magalhães, Lygia Fagundes Telles e o próprio Cunha Lima), vinte natos e 23 eletivos, além de um representante dos empregados da fundação.

Conselho de Gestão

João Doria anunciou ainda a criação de um Conselho de Gestão, que deverá atuar em conjunto com o Conselho Curador “na busca da integração às novas tecnologias de transmissão e parcerias com o setor privado”. O grupo atuará de forma voluntária (sem remuneração) e será presidido por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, que por muitos anos foi o executivo mais poderoso da TV Globo.

Também integram a equipe o secretário estadual de Cultura, Sérgio Sá Leitão; o presidente da FPA, José Roberto Maluf; o presidente do Conselho Curador, Antônio de Pádua Prado Filho; o jornalista Marcelo Duarte; o executivo Ricardo Scalamandré, ex-TV Globo; o cineasta Bruno Barreto; o jornalista e marqueteiro político Chico Mendez; o advogado José Maurício Fittipaldi, ex-executivo da Televisa; o engenheiro Antonio Jacinto Matias, do Itaú e Febraban; o consultor Phillipe Carrasco; o executivo de televisão Roberto Buzzoni, colega de Boni por muitos anos na TV Globo; e o economista Roberto Giannetti da Fonseca, ex-coordenador da campanha de Doria ao governo de SP.

A posse do novo comando da TV Cultura ocorrerá no dia 14 de junho, em meio às celebrações do 50º aniversário da emissora.

'
Enviando