Home > DOCES E SALGADOS > Porta da fábrica: em março, preços ao produtor tiveram variação de 1,63%

DOCES E SALGADOS

30/04/2019 10:28 por Redação

Porta da fábrica: em março, preços ao produtor tiveram variação de 1,63%

Das 24 atividades pesquisadas, 19 registraram altas, com destaque para indústrias extrativas e derivados de petróleo

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), do IBGE, variou 1,63% em março/19,bem acima do resultado de fevereiro (0,45%). Em 12 meses, o indicador acumulou variação de 8,98%. No ano, de 1,32%.

As variações do IPP nos últimos três meses (sempre em relação ao mês anterior):

• Janeiro: -0,75%
• Fevereiro: 0,45%
• Março: 1,63%

O IPP é um indicador mensal que procura medir a evolução dos preços de produtos “na porta da fábrica”, sem impostos e fretes, de 23 setores da indústria de transformação. O objetivo da pesquisa é ampliar as possibilidades de análises da evolução dos preços no país.

A varação dos preços ao produtor na indústria geral e nas grandes categorias econômicas em março, em relação a fevereiro (percentuais entre parênteses indicam as variações em 12 meses):

Indústria geral: 1,63% (8,98%)

• Indústrias extrativas: 12,13% (31,09%)
• Indústrias de transformação: 1,17% (8,07%)

• Bens de capital: 0,91% (11,41%)
• Bens intermediários: 1,59% (10,62%)
• Bens de consumo: 1,83% (5,48%)
- duráveis: -0,03% (6,17%)
- semiduráveis e não duráveis: 2,24% (5,24%)

Entre fevereiro e março, 19 das 24 atividades pesquisadas tiveram altas de preços (percentuais entre parênteses indicam as variações em 12 meses):

Preços com variação positiva:

• Indústrias extrativas: 12,13% (31,09%)
• Coque, produtos derivados de petróleo e biocombustíveis: 6,74% (19,25%)
• Artigos de vestuário e acessórios: 2,22% (5,82%)
• Fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos: 2,19% (15,22%)
• Produtos do fumo: 1,92% (12,51%)
• Minerais não metálicos: 1,71% (6,25%)
• Produtos de madeira: 1,35% (7,80%)
• Produtos têxteis: 1,22% (8,11%)
• Calçados e artigos de couro: 1,19% (2,64%)
• Máquinas e equipamentos: 1,12% (10,20%)
• Metalurgia: 0,83% (7,29%)
• Produtos alimentícios: 0,71% (6,42%)
• Produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos: 0,46% (4,27%)
• Produtos farmoquímicos e farmacêuticos: 0,31% (2,03%)
• Máquinas, aparelhos e materiais elétricos: 0,23% (9,19%)
• Veículos automotores: 0,23% (6,20%)
• Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos: 0,21% (2,07%)
• Outros produtos químicos: 0,18% (7,04%)
• Móveis: 0,11% (7,46%)

Preços em com variação negativa:

• Sabões, detergentes, produtos de limpeza e artigos de perfumaria: -0,94% (5,08%)
• Borracha e plástico: -0,57% (8,27%)
• Bebidas: -0,39% (-0,31%)
• Celulose, papel e produtos de papel: -0,13% (7,74%)
• Impressão e reprodução de gravações: -0,07% (6,36%)

'
Enviando