Home > DOCES E SALGADOS > Alcolumbre anuncia MP para limpeza de praias do Nordeste

DOCES E SALGADOS

25/10/2019 09:15 por Redação

Alcolumbre anuncia MP para limpeza de praias do Nordeste

Presidente em exercício visitou localidades contaminadas e assinou decreto prolongando seguro-defeso a pescadores afetados pelo derrame de óleo

O presidente da República em exercício e presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), assinou nesta quinta-feira (24) decreto que vai prolongar por 60 dias o pagamento do seguro-defeso aos pescadores que foram afetados economicamente pelo vazamento de óleo nas praias do Nordeste. Ao todo, 60 mil trabalhadores recebem o benefício na região. O ato aconteceu no Palácio dos Despachos, sede do governo de Sergipe, em Aracaju.

Acompanhado por senadores do Nordeste, pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Partido Novo), e pelo governador do estado, Belivaldo Chagas (PSD), Davi verificou a situação das praias de Aruana e Atalaia.

“A prorrogação do seguro-defeso é o reconhecimento a essa cadeia produtiva, para que a gente possa socorrer homens e mulheres trabalhadores que tiram o seu sustento da pesca”, disse Alcolumbre.

Pela manhã, durante a visita da comitiva a Barra de São Miguel, em Alagoas, Davi também prometeu editar uma medida provisória (MP) para ajudar a mitigar os danos ambientais com mais agilidade. Segundo ele, a MP dará condições aos municípios e estados para contratarem mais trabalhadores, a fim de continuar a retirada dos rejeitos de óleo das praias, além de ajudar a fortalecer a cadeia produtiva.

“Nossa presença aqui é um sinal da presença do Poder Executivo no Nordeste brasileiro para, de uma vez por todas, referendar essa participação decisiva no auxílio à minimização desta tragédia ambiental”, disse o presidente do Senado, que assumiu interinamente a presidência da República em razão de viagens ao exterior do presidente Jair Bolsonaro (para Ásia e Oriente Médio), do vice Hamilton Mourão (para o Peru) e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que cumpre agenda em Londres e Dublin. Mesmo antes da viagem, iniciada no último dia 19, Bolsonaro absteve-se de visitar as localidades nordestinas atingidas pelo derramamento de óleo.

“Nossa vinda é um gesto político e institucional com o Nordeste brasileiro, de reconhecimento a essa região, a sua capacidade de desenvolvimento econômico, e com o nosso país”, disse Davi Alcolumbre.

Origem do óleo

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), ressaltou as parcerias do governo do estado com o governo federal e disse que tem trabalhado duramente para concluir a limpeza das praias. Segundo o governador, a intenção é tornar Alagoas o primeiro estado a entregar à população o litoral totalmente limpo.

“É fundamental que o governo federal trabalhe para identificar a origem, porque o que nos traz mais dificuldade, depois do dano ocorrido, é a incerteza de se vai chegar mais óleo às praias ou não. No momento de um desastre como esse, o fundamental também é estarmos todos integrados. Há um esforço concentrado entre os três entes federativos que, juntos, têm atuado para minimizar os impactos [da tragédia].

Com Agência Senado

Leia mais: Óleo no Nordeste afeta mercado de pescado e UFBA alerta sobre contaminação.

'
Enviando