Home > DOCES E SALGADOS > Fazenda Nacional autoriza BNDES a vender a Dataprev

DOCES E SALGADOS

22/01/2020 09:52 por Redação

Fazenda Nacional autoriza BNDES a vender a Dataprev

Estatal de tecnologia gerencia os dados do INSS e processa o pagamento de milhões de benefícios

A Fazenda Nacional deu sinal verde para o BNDES vender a participação da União na Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência, responsável por gerenciar a base de dados do INSS e processar o pagamento de benefícios).

Portaria publicada nesta quarta-feira (22) no Diário Oficial da União, assinada pelo procurador-geral da Fazenda Nacional, José Levi Mello do Amaral Júnior, delega ao presidente do BNDES, "na qualidade de gestor do Fundo Nacional de Desestatização", competência para alienar a participação acionária da União no capital social da Dataprev "nas condições aprovadas pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República".

Criada em 1974, a Dataprev possui unidades de desenvolvimento de sistemas em cinco estados (Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Santa Catarina) e três data centers, localizados no Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. A estatal também presta serviços para órgãos como o Ministério da Economia (ao qual é vinculada), ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestre) e Prefeitura Municipal de São Paulo.

Ainda não está claro o que acontecerá com os dados dos cidadãos brasileiros detidos pela estatal, mas é provável que fiquem sob custódia do comprador, sob contrato.

Além da Dataprev, o governo também estuda privatizar outros órgãos públicos, como Serpro, Correios e Telebrás.

Leia mais:

PDT vai ao Supremo contra privatização da Casa da Moeda, Serpro, Dataprev e outras três estatais
Privatização de empresas de dados ameaça soberania, conclui debate no Senado
Governo inclui nove estatais no programa de privatização; veja a lista

'
Enviando