Home > ADVILLAGE > Gired modifica cronograma de desligamento da TV analógica

ADVILLAGE

20/04/2017 10:00 por Advillage

Gired modifica cronograma de desligamento da TV analógica

Mudança no calendário de 2017 afetará as regiões metropolitanas de Salvador, Fortaleza e Belo Horizonte, além do interior paulista

Em reunião realizada nesta quarta-feira, o Gired (Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV) propôs mudanças no calendário de desligamento da TV analógica para o segundo semestre de 2017.

As alterações serão feitas em quatro agrupamentos de municípios - Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte e no Interior de São Paulo. A proposta será enviada para deliberação do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, que deverá baixar uma portaria com a mudança.

O desligamento do sinal analógico da TV aberta em Goiânia e mais 28 municípios de Goiás está mantido para 31 de maio. No Recife o cronograma foi mantido para o próximo mês de julho. Também não há mudanças no Rio de Janeiro e em Vitória, com desligamento marcado para outubro.

Segundo o Gired, algumas emissoras de TV alegaram problemas técnicos para a instalação de estações de televisão em Belo Horizonte e no interior de São Paulo. Segundo a EAD (Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV), também há dificuldades na produção de kits, composto por uma antena, um conversor do sinal analógico para o sistema digital e um controle remoto.

As empresas concordaram com o adiamento desde que fosse mantido o calendário de ativação da tecnologia 4G/LTE (banda larga móvel) no próximo ano.

O novo cronograma de desligamento da TV digital em 2017:

• Recife: mantido para julho
• Fortaleza e Salvador: alterado de julho para setembro
• Rio de Janeiro e Vitória: mantido em outubro
• Belo Horizonte: alterado de julho para a segunda semana de novembro
• Interior de São Paulo: alterado de setembro para a quarta semana de novembro

Fazem parte do Gired a Anatel, o MCTIC, a EAD (Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV) e representantes das emissoras de TV e das empresas de telecomunicações.

Siga-nos no Twitter

'
Enviando