Home > DOCES E SALGADOS > Dez pessoas morrem em ataques a bares na Alemanha

DOCES E SALGADOS

20/02/2020 07:17 por Redação

Dez pessoas morrem em ataques a bares na Alemanha

Autor dos atentados seria um homem de 43 anos de extrema direita que postou vídeos com mensagens xenófobas no YouTube

O presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, lamentou nesta quinta-feira (20) o "ato de violência terrorista" ontem à noite em Hanau, cidade de 89 mil habitantes localizada a 25 km de Frankfurt, no centro-oeste da Alemanha. Dez pessoas morreram.

"O meu profundo pesar e minha compaixão vão para as vítimas e para seus familiares. Desejo aos feridos uma rápida recuperação. Estou do lado de todas as pessoas ameaçadas pelo ódio racista. Elas não estão sozinhas", afirmou o presidente. 

Segundo a Deutsche Welle, foram dois ataques. Os primeiros tiros foram disparados em um bar de narguilé no centro da cidade. Testemunhas dizem ter ouvido cerca de oito ou nove disparos ali. Em seguida, o agressor – ou agressores – fugiu do local em um carro escuro, segundo a polícia. Houve então um segundo ataque num outro bar de narguilé, num bairro da zona oeste de Hanau.

A imprensa local narra que três pessoas foram mortas em frente ao primeiro bar, e cinco pessoas, em frente ao segundo. A polícia disse que outras cinco pessoas ficaram feridas. Durante a madrugada, uma das pessoas gravemente feridas nos ataques morreu, elevando o número de vítimas para dez.

A Procuradoria Geral alemã assumiu a investigação.

"Mensagem para os americanos"

Algumas horas após os ataques, o suposto autor foi encontrado morto em sua casa ao lado do corpo de uma senhora que seria a mãe dele. Ambos tinham marcas de tiros. De acordo com o portal da revista Der Spiegel, investigadores encontraram um bilhete do atirador reivindicando a autoria do crime, além de vídeos postados no YouTube. Em um dos vídeos, ele fala em inglês fluente sobre uma "mensagem pessoal para todos os americanos". Ele foi identificado apenas como “Tobias R.” e teria 43 anos. Seria um atirador esportivo portador de um cartão de posse de armas de fogo.

No vídeo, o homem diz que há instalações militares subterrâneas nos EUA onde crianças são abusadas e mortas. Lá, também, o diabo seria adorado. “Os cidadãos americanos devem acordar e lutar agora contra essas condições”. Ele também fala negativamente sobre migrantes de países árabes e da Turquia.

Sob ataque

A Alemanha foi alvo de uma série de ataques terroristas nos últimos anos, um dos quais matou 12 pessoas em um mercado de natal no coração de Berlim, em dezembro de 2016. Os ataques de extrema-direita tornaram-se uma preocupação particular das autoridades alemãs.

Em outubro de 2019, um homem armado tentou invadir uma sinagoga na cidade de Halle, no leste alemão, durante o Yom Kippur, principal feriado judaico. Ele matou duas pessoas nas proximidades e feriu outras duas perto de uma lanchonete turca.

O agressor transmitiu todo o ataque ao vivo pela internet, enquanto fazia declarações misóginas e xenófobas. Ao confessar o crime, ele admitiu ter motivações antissemitas e de extrema direita.

Em junho passado, o político conservador Walter Lübcke foi assassinado em sua casa. O extremista de direita Stephan Ernst confessou o crime, alegando que resolveu matar o chefe do conselho administrativo do distrito de Kassel devido a seu posicionamento simpático a imigrantes e refugiados.

Na semana passada, a polícia prendeu 12 suspeitos de integrar uma célula terrorista de extrema direita que estaria planejando atentados contra mesquitas, políticos e refugiados em vários estados.

'
Enviando