Home > DOCES E SALGADOS > Ministro do STF determina que Aécio Neves se afaste do mandato de senador

DOCES E SALGADOS

18/05/2017 07:28 por Redação

Ministro do STF determina que Aécio Neves se afaste do mandato de senador

Presidente nacional do PSDB foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, da JBS

Após a noite turbulenta em Brasília, após notícia do jornal O Globo sobre conversa gravada pelo dono da JBS em que o presidente Michel Temer dá aval à “compra do silêncio” do ex-deputado Eduardo Cunha e do operador Lucio Funaro, o ambiente político segue quente na manhã desta quinta-feira (18), agora para o lado do senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB.

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determinou o afastamento de Aécio do mandato de senador. O ministro negou o pedido apresentado da Procuradoria Geral da República (PGR) para prender o parlamentar tucano. Fachin decidiu o pedido de prisão ao plenário do STF.

Fachin ordenou ainda a suspensão do mandato do deputado Rocha Loures (PMDB-PR), um dos assessores mais próximos de Temer e que teria sido filmado pela Polícia Federal recebendo uma mala contendo R$ 500 mil.

Endereços ligados a Aécio também são alvo de mandados de busca e apreensão nesta manhã em Brasília, em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro.

Além da font gravação com Michel Temer, a reportagem do colunista Lauro Jardim, publicada no início da noite de ontem no site do Globo, também envolve o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, que seria o contato da JBS para pagamento de propinas a políticos do PT, e menciona gravações do empresário Joesley Batista, da JBS, que comprometem o senador mineiro. Na gravação, Aécio pede R$ 2 milhões a Joesley a título de ajuda com despesas do tucano com advogados que cuidam de sua defesa das acusações de que é alvo na Operação Lava Jato.

A quantia foi entregue posteriormente a um primo do tucano, Frederico Pacheco de Medeiros, um dos coordenadores da campanha de Aécio a presidente em 2014. O recebimento do dinheiro foi filmado pela PF.

O senador Aécio Neves divulgou nota ontem à noite:

“O senador Aécio Neves está absolutamente tranquilo quanto à correção de todos os seus atos. No que se refere à relação com o senhor Joesley Batista, ela era estritamente pessoal, sem qualquer envolvimento com o setor público. O senador aguarda ter acesso ao conjunto das informações para prestar todos os esclarecimentos necessários.”

'
Enviando