Home > DOCES E SALGADOS > Profissões ligadas à tecnologia terão alto crescimento até 2023, aponta Senai

DOCES E SALGADOS

13/08/2019 09:55 por Redação

Profissões ligadas à tecnologia terão alto crescimento até 2023, aponta Senai

Mapa do Trabalho Industrial mostra quais áreas irão liderar a demanda por qualificação de profissionais

Profissões ligadas à tecnologia estão entre as que mais irão crescer nos próximos anos, de acordo com o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023. O trabalho é elaborado pelo Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) para subsidiar a oferta de cursos da instituição.

O estudo prevê que o Brasil terá de qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação profissional e aperfeiçoamento até 2023. Essas ocupações têm em sua formação conhecimentos de base industrial e por isso são oferecidas pelo Senai, mas esses profissionais podem trabalhar tanto na indústria quanto em outros setores.}

As áreas que mais vão demandar formação profissional são transversais (1,7 milhão), metalmecânica (1,6 milhão), construção (1,3 milhão), logística e transporte (1,2 milhão), alimentos (754 mil), informática (528 mil), eletroeletrônica (405 mil), energia e telecomunicações (359 mil). Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como profissionais de pesquisa e desenvolvimento, técnicos de controle da produção e desenhistas industriais, que atuam em várias áreas.}

A demanda por qualificação prevista pelo Mapa inclui, em sua maioria, o aperfeiçoamento de trabalhadores que já estão empregados e, em parcela menor (22%), aqueles que precisam de capacitação para ingressar no mercado de trabalho. Essa formação inicial inclui a reposição em vagas já existentes e que se tornam disponíveis devido a aposentadoria, entre outras razões.

Novos empregos – O estudo aponta que as maiores taxas de crescimento serão de ocupações que têm a tecnologia como base. Além dos condutores de processos robotizados ( aumento de 22,4%), estão pesquisadores de engenharia e tecnologia (+17,9%); engenheiros de controle e automação, engenheiros mecatrônicos e afins (+14,2%); diretores de serviços de informática (+13,8%); e operadores de máquinas de usinagem CNC (+13,6%).

Leia mais sobre o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023 aqui.

'
Enviando