Home > DOCES E SALGADOS > Preços no atacado puxaram nova aceleração do IGP-DI

DOCES E SALGADOS

07/11/2019 08:54 por Redação

Preços no atacado puxaram nova aceleração do IGP-DI

Índice da FGV variou 0,55% em outubro, apesar dos recuos dos preços ao consumidor (com deflação) e na construção civil

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) variou 0,55% em outubro, acima da taxa de 0,50% verificada em setembro. É o maior resultado desde junho (0,63%). Em outubro do ano passado a variação foi de 0,26%.

O índice foi calculado pela FGV com base nos preços coletados entre os dias 1º e 31 de outubro e comparados com os preços coletados entre 1º e 30 de setembro. Em 12 meses, o acumulado é de 3,29%. No ano, é de 4,96%.

Disponibilidade Interna, ou DI, é a consideração das variações de preços que afetam diretamente as atividades econômicas localizadas no território brasileiro. O que difere o IGP-DI do IGP-M é que este se refere ao período entre o dia 21 de um mês até o dia 21 do mês seguinte, enquanto o IGP-DI leva em conta o período do dia 1º ao dia 31 do mês de referência.

As variações do IGP-DI em 2019:

• janeiro: 0,07%
• fevereiro: 1,25%
• março: 1,07%
• abril: 0,90%
• maio: 0,40%
• junho: 0,63%
• julho: -0,01%
• agosto: -0,51%
• setembro: 0,50%
• setembro: 0,55%

Dos três componentes do indicador, somente o IPA (preços no atacado) apresentou aceleração de preços no décimo mês do ano.

Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) – Subiu de 0,69%, em setembro, para 0,84% em outubro.

O grupo de Bens Finais avançou de -0,17% para 0,40%. Destaque para o subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de -0,36% para 1,37%.

O grupo de Bens Intermediários praticamente repetiu o resultado anterior, ao passar de 1,32% para 1,30%. Destaque para o subgrupo suprimentos, que desacelerou de 0,39% para -0,68%.

As Matérias-Primas Brutas, por sua vez, recuaram de 0,97% para 0,82%. As principais influências de baixa foram de soja em grão (3,73% para 1,72%), minério de ferro (-1,67% para -3,01%) e leite in natura (0,52% para -2,10%).

Índice de Preços ao Consumidor (IPC) –
Desacelerou de 0,00%, em setembro, para -0,09% em outubro.

Três das oito classes de despesa tiveram decréscimos: Habitação, Educação e Comunicação. As altas foram anotadas em Alimentação, Despesas Diversas, Vestuário e Transportes. O grupo Saúde repetiu a variação de setembro.

• Alimentação: -0,67% para -0,28%
• Habitação: 0,22% para -0,40%
• Vestuário: 0,01% para 0,13%
• Saúde e Cuidados Pessoais: repetiu a variação de 0,29%
• Educação, Leitura e Recreação: 0,31% para -0,03%
• Transportes: 0,16% para 0,20%
• Despesas Diversas: 0,04% para 0,38%
• Comunicação: 0,54% para -0,09%

Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) – Desacelerou de 0,46% para 0,18%.

• Materiais, Equipamentos e Serviços: 0,26% para 0,40%
• Mão de Obra: 0,64% para 0,00%

'
Enviando