Home > ARTIGOS > Efeitos da variação cambial e dos preços das commodities sobre a inflação na América Latina

ARTIGOS

06/03/2020 08:58 por Redação

Efeitos da variação cambial e dos preços das commodities sobre a inflação na América Latina

Principais economias da região já começam a sentir as alterações de cenário trazidas pelo novo coronavírus

Thomas Henrique Schreurs Pires, Fabiana D’Atri*

A repentina alteração do cenário global no começo de 2020, com o surto do novo coronavírus (Covid-19), afetou a demanda e os preços das principais commodities e elevou a aversão ao risco nos mercados. Por mais que a evidência indique efeitos temporários do Covid-19 nos mercados, já há revisões importantes das projeções de crescimento do PIB global em 2020. Os preços dos ativos das principais economias da América Latina já começam a sofrer os efeitos dessa alteração de cenário. Isso porque os países da região costumam ser afetados em momentos de elevada aversão ao risco, como também são influenciados pela dinâmica do mercado de commodities.

Os impactos da extensão do surto de Covid-19 sobre a América Latina ainda são bastante incertos, lembrando que a região registrou os seus primeiros casos no final de fevereiro. Contudo, é consensual que a economia da América Latina sofrerá alguma desaceleração no primeiro semestre do ano. Além disso, a piora do cenário global tem uma implicação importante sobre a dinâmica de preços domésticos e sobre a condução da política monetária nas economias da região.

Porém, até o momento, o efeito líquido é desinflacionário em todas as economias. Dessa forma, acreditamos que apesar da intensa depreciação das moedas, decorrente da piora no cenário externo, ainda existe espaço para os bancos centrais das principais as economias da América Latina manterem as condições monetárias estimulativas, cabendo até alguma redução adicional em alguns países da região, sem que a meta de inflação seja comprometida.

Clique no botão DOWNLOAD, logo abaixo, para ler o artigo com gráficos e tabelas.

* Thomas Henrique Schreurs Pires e Fabiana D’Atri são economiostas do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco.

DOWNLOAD '
Enviando