Home > ADVILLAGE > McLaren confirma fim antecipado de parceria com a Petrobras

ADVILLAGE

04/11/2019 11:07 por Advillage

McLaren confirma fim antecipado de parceria com a Petrobras

Contrato de colaboração técnica e patrocínio foi assinado em fevereiro de 2018 e iria até o final de 2023

A Petrobras e a McLaren Racing anunciaram oficialmente nesta segunda-feira (4) o encerramento da parceria técnica e de patrocínio iniciada em fevereiro de 2018. O acordo iria até o final de 2023, mas as empresas não citaram os motivos do distrato antecipado ou se haverá pagamento de multa rescisória.

Leia: Petrobras assina parceria técnica e de marketing com a McLaren.

O tom do comunicado conjunto é amigável e traz declarações do presidente da Petrobras e do CEO da McLaren.

“Reconhecemos a importância da McLaren no cenário do automobilismo global e ficamos muito satisfeitos com os resultados entregues durante os dois anos da nossa parceria”, disse Roberto Castello Branco, da Petrobras. “O projeto permitiu que a Petrobras desenvolvesse gasolinas e lubrificantes de alta tecnologia por meio de pesquisas com novas matérias-primas e testes realizados em condições extremas. O desenvolvimento tecnológico será utilizado em produtos comerciais de lubrificantes e combustíveis. Enxergamos na McLaren um compromisso com a inovação bem como a possibilidade de futuras parcerias”.

“Gostaríamos de agradecer à Petrobras pela parceria e seu suporte. Temos muito respeito pela capacidade técnica e científica da empresa e não temos dúvida de que os técnicos da empresa fizeram um progresso substancial durante o período que trabalhamos juntos. Desejamos a todos na Petrobras todo o sucesso e esperamos vê-los de volta ao esporte novamente no futuro”, afirmou Zak Brown, da McLaren.

Com isso, segundo o UOL, a logomarca da Petrobras não estará mais nos carros, macacões e capacetes dos pilotos já na na próxima etapa do campeonato - justamente o GP do Brasil, que será realizado no dia 17 deste mês.

O cancelamento do contrato já havia sido anunciado no mês passado pelo Ministério da Economia, assinala o G1. Em documento publicado no dia 17 de outubro, a Secretaria de Política Econômica informou o encerramento do que chamou de "injustificável contrato de patrocínio da Petrobras à equipe McLaren de Fórmula 1 -- no valor de 163 milhões de libras esterlinas".

Willams - A Petrobras manteve parceria técnica com a equipe Williams por onze anos, entre 1998 e 2009. O acordo foi retomado em 2014, por meio de um novo contrato de três anos.

Siga-nos no Twitter

'
Enviando