Home > ADVILLAGE > CPMI das Fake News vai ouvir blogueiro acusado de propagar notícias falsas

ADVILLAGE

01/11/2019 07:29 por Advillage

CPMI das Fake News vai ouvir blogueiro acusado de propagar notícias falsas

Allan dos Santos é fundador do Blog Terça Livre, que atuou próximo à família Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPI) das Fake News, que investiga a divulgação de notícias falsas nas redes sociais e assédio virtual, irá ouvir, na próxima terça-feira (5), o blogueiro Allan dos Santos, um dos fundadores do blog Terça Livre. A audiência será às 13h, na sala 2 da ala Alexandre Costa, no Senado.

O requerimento para a oitiva do blogueiro, um ex-seminarista e ex-professor de inglês que se apresenta como jornalista, foi protocolado pelo deputado Rui Falcão (PT-SP). De acordo com o deputado, o blog Terça Livre é um dos mais conhecidos propagadores de fake news na internet.

“A atuação dos redatores de conteúdo dessa página na internet foi questionada desde a sua fundação, em 2014, por conta de inúmeras notícias falsas veiculadas. Também ficou conhecida por atuar durante a campanha eleitoral de 2018, próximo ao então candidato Bolsonaro e seus filhos, segundo notícias da imprensa, tendo como principal característica a prática da divulgação de notícias falsas e usando extrema hostilidade para seus adversários, incluindo políticos e jornalistas”, afirma Rui Falcão no requerimento.

Em setembro, o cantor e compositor Lobão afirmou nas redes sociais que o blogueiro Allan dos Santos viveria em Brasília em uma casa cujo aluguel seria pago pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Segundo o site Catraca Livre, diante da afirmação de Lobão, Allan não desmentiu o patrocínio do deputado. Apenas pediu que o artista parasse de divulgar o endereço de sua família.

Combate à desinformação

Na quarta-feira (6) serão ouvidos os representantes da Federação das Associações da Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro Nacional), Adriele Ayres Brito; do portal Boatos.org, Edgard Matsuki; do portal Comprova, Sérgio Boeck Lüdtke; e do portal e-farsas.com, Gilmar Henrique Lopes. A oitiva dos especialistas no combate à desinformação foi requerida pelo deputado Dr. Leonardo (Solidariedade-MT).

Leia mais: Alexandre Frota acusa servidores do Palácio do Planalto de espalhar fake news.

Siga-nos no Twitter

'
Enviando